O que é slippage e como ele atrapalha suas operações

O que é slippage e como ele atrapalha suas operações

Slippage é um conceito utilizado durante a negociação de ativos financeiros e que todo investidor precisa conhecer.

Tendo em vista que, sua execução pode alterar os preços de uma ordem, gerando prejuízos ou ganhos para o investidor de acordo com a alteração ocorrida.

Nós vamos te explicar o que é o slippage e como ele influencia suas negociações de ativos. Confira a seguir.

Entenda o que é slippage

Em tradução literal o termo slippage significa “escorregão” e no mercado financeiro, o termo é utilizado para referenciar a diferença entre o valor de envio de uma ordem de negociação e o preço de execução da ordem. Seja para ordem de compra ou venda.

O que acontece é que, durante o lançamento de uma ordem o que está descrito é uma projeção do valor, podendo ser concretizado ou não.

Fato é que, a compra ou venda é executada de acordo com uma projeção de valor que pode não se concretizar e frustrar o trader. E o pior de tudo é que: não existe um único fator ou momento específico que faz com que o slippage ocorra.

Na realidade, é preciso analisar a alta volatilidade, volume negociado e liquidez do ativo para que a execução da ordem seja realizada como projetado.

Com todos os fatores influenciando a execução da ordem, é natural que o escorregão possa acontecer fazendo com que a ordem seja executada custando mais ou menos que o previsto.

Obviamente quando custa menos o trader comemora, mas em caso de execução com valor superior ao esperado, podem ocorrer prejuízos na transação.

É possível se prevenir de slippage?

A ocorrência de slippage não é uma ciência exata, mas geralmente coincide com a alta volatilidade do mercado e falta de liquidez.

Ocasionando alterações significativas nas operações de day trade. Por isso, os profissionais de day trade costumam contar com a possibilidade da derrapagem.

Planejando uma contenção de riscos e tendo atenção ao mercado, é possível minimizar eventuais danos da situação. Algumas dicas são úteis, como:

1. Operando ativos de alta liquidez

Quando o ativo tem alta liquidez, é mais fácil que a operação ocorra de forma rápida e fácil. O que acaba blindando o investidor do slippage negativo.

2. Automatizando a estratégia

O uso de robôs que automatizam o day trade pode desencadear ótimos resultados. De modo que, o investidor define stops saudáveis para que o robô opere com total eficiência.

Assim, é possível evitar trades desvantajosos. Bem como, é viável elaborar um limite de entrada e saída durante o intervalo de negociações.

Esse conjunto de fatores faz com que o investidor consiga evitar eventuais grandes prejuízos. Viabilizando um plano de contingência.

3. Reduzindo o número de operações

Ao reduzir o número de operações, obviamente é possível minimizar os riscos nas negociações.

Muito embora seja difícil liquidar um lote grande de uma só vez, a estratégia é interessante para quem deseja se blindar de eventuais slippages negativos.

Tenha sempre um bom planejamento para que as operações de trade possam ser bem-sucedidas e seus resultados não dependam tanto de fatores que não consegue controlar.

Estudar o mercado e se dedicar na busca constante por informações de qualidade são cuidados que fazem total diferença na sua obtenção de resultados.