Hardware wallets: você já conhece as carteiras físicas de Bitcoin?

Hardware wallets: você já conhece as carteiras físicas de Bitcoin?

Hardware wallets é um conceito que acaba confundindo muitas pessoas, que se perguntam como seria possível ter uma carteira física de Bitcoins.

Quem investe em Bitcoins precisa ter boas informações, para que possa administrar sua carteira de investimentos, trazendo bons resultados para si.

Tendo em vista que, é fundamental ter conhecimentos sobre o universo das Bitcoins para investir com mais segurança e evitar equívocos que podem reduzir sua rentabilidade. Confira o que são as hardware wallets, quais são seus pontos fracos e fortes e muito mais!

Hardware wallets: o que são as carteiras físicas de Bitcoin?

Antes de mais nada, é preciso entender que a sua carteira (digital ou física), apenas guarda a chave privada que autoriza as transações.

Sua criptomoeda, na realidade, nunca sai do blockchain que é um banco de dados onde as transações são registradas.

Portanto, através de sua carteira de investimentos é possível fazer as transações usando a informação da chave privada. Uma vez que, a carteira está conectada à internet.

Já a hardware wallet é uma carteira que armazena a chave privada em um dispositivo físico que é seguro, visando isolar a chave do acesso de hackers.

Uma vez que, sua chave não estará necessariamente conectada à internet por estar armazenada em um dispositivo físico e seguro.

Um hardware wallet pode ser, até mesmo, um pen drive. Para se encaixar como hardware wallet, basta ser um dispositivo externo, que possa ser de simples acesso, seguro e que mesmo perdendo o dispositivo físico ainda seja possível recuperar as informações.

Afinal, quem não investe no cuidado com a hardware wallet pode acabar perdendo as criptomoedas ao perder o dispositivo. Por exemplo, quem deixou em um HD externo e perdeu o equipamento sem nenhuma possibilidade de backup.

Quais são as principais vantagens e desvantagens de uma carteira física?

Sem dúvidas, as principais vantagens das carteiras físicas se dão justamente no quesito segurança. Uma vez que, sua chave de acesso não estará conectada à internet.

Como desvantagem, existe o custo de ter esse tipo de dispositivo. Além disso, é preciso ter o cuidado de um backup físico caso ocorra perda ou dano em sua carteira física.

Sua carteira física também vai exigir a conexão com um dispositivo que possa fazer transações, seja a compra ou a venda de seus ativos. Tendo em vista que, a carteira física não possui acesso à internet.

A compra de uma carteira física de bitcoins precisa ser pautada em ampla pesquisa, fazendo a aquisição somente a partir de transações com revendedores autorizados.

O custo médio é de R$600 a R$1200 dependendo de uma série de fatores relacionados ao serviço oferecido. Caso encontre valores muito abaixo, é importante prestar atenção se de fato está fazendo uma transação confiável.

Nunca adquira um hardware wallet que tenha sido utilizado por outra pessoa antes. Esse tipo de transação pode ocasionar uma série de riscos para seus ativos digitais.

Especialmente por causa da valorização de criptomoedas, fazendo com que o ativo fique visado para potenciais roubos.

Muitos investidores perderam suas hardware wallets quando o Bitcoin ainda não era tão valorizado. Ter o devido cuidado com a aquisição de um dispositivo que possa ter backup seguro irá evitar esse tipo de transtorno.

Hardware wallet só vale a pena para investimentos elevados

Adquirir um hardware wallet vale mais a pena quando o objetivo é comprar Bitcoins em quantidade expressiva. Tendo em vista que, é preciso fazer um investimento para adquirir a carteira física.

Portanto, é interessante ter o devido cuidado de analisar o cenário, sua disponibilidade de investimento e identificar qual é o modelo mais indicado para garantir a segurança de seus ativos.