O uso de bitcoins representa algum risco para a economia?

O uso de bitcoins representa algum risco para a economia?

Com a crescente perseguição ao uso de bitcoins, é natural se questionar se o uso de bitcoins representa algum risco para a economia nacional ou mundial.

Tendo em vista que, a China já proibiu a utilização de bitcoins por grandes indústrias e empresas locais. Bem como, o Reino Unido desenvolveu uma série de restrições ao uso de bitcoins.

E esses ataques são sempre baseados na segurança econômica de toda a população. E isso acaba gerando a sensação de que criptomoedas seriam um risco significativo para a economia dos países. Mas será que realmente é?

Nós fizemos uma breve análise para que você entenda o cenário por completo e possa decidir se vale a pena investir seu dinheiro em bitcoins.

O impacto de bitcoins na economia

Sim, o uso de bitcoins como forma de pagamento tem impacto na economia mundial e justamente por receio muitos países estão adotando regras rígidas em relação a esse uso.

A principal questão em relação às bitcoins é que elas podem ser compradas e vendidas em qualquer lugar do mundo sem nenhum controle por parte dos países.

Atualmente, quando se faz transações usando o Real, isso impacta na economia e durante todo o ano o Banco Central trabalha alterando taxas de juros, emitindo novas cédulas e adotando todas as atitudes possíveis para evitar descontrole da inflação.

Processo esse que, não pode ser repetido quando se trata do uso de bitcoins. Uma vez que, não existe uma maneira de regular os valores que são emitidos ou controlar as transações.

Portanto, adotar bitcoins como uma moeda paralela pode gerar impactos negativos para a economia de um país, especialmente no tocante ao controle da inflação e até mesmo de especulação do valor de mercado de bitcoins nesse cenário.

Mas e as transações financeiras usando internet banking?

Muitas pessoas se confundem por causa do advento do internet banking, que facilita transações usando o Real sem precisar comparecer fisicamente em uma agência.

As transações apenas mudaram de “ambiente”, deixando o meio físico para o meio digital. Entretanto, o padrão monetário nesse caso continua sendo o uso do Real, que é controlado pelo Banco Central.

Portanto, não se trata apenas de ter controle sobre transações feitas na internet. O objetivo ao ter maior controle sobre o uso de bitcoins é na verdade evitar que se torne uma segunda moeda no país gerando problemas em relação ao uso.

Risco de fraudes e a especulação de Bitcoins

Além das questões que envolvem a falta de controle do uso da moeda podendo causar problemas para controlar a inflação no país, os riscos de fraudes preocupam especialistas na área.

Tendo em vista que, para transações utilizando bitcoins, é importantíssimo ter empresas sérias envolvidas. Visando a máxima segurança do investidor que deseja fazer pagamentos ou apenas diversificar sua carteira adquirindo bitcoins.

Para além disso, ainda existe a grande oscilação do valor de cotação da criptomoeda, que faz com que os investidores não façam uso frequente de bitcoins como forma de pagamento visando evitar perdas financeiras.

Portanto, o cenário do uso de bitcoins como forma de pagamento ainda é bastante incerto, devido às próprias características da criptomoeda, que vem se mostrando um excelente ativo.

Quem busca diversificar a própria carteira de investimentos e está disposto a correr riscos com seus investimentos, tem na bitcoin uma ótima opção para investir.